BLOG

Troca de Saberes

Bioconstrução: Tijolos de Plásticos

O plástico é um dos maiores desafios quando o assunto é lixo. Segundo um estudo pelo Plano de Incentivo à Cadeia do Plástico (o PICPlast), realizado no Brasil em 2018, foram geradas 3,4 milhões de toneladas de resíduo plástico pós-consumo. E esse número continua crescendo.

 

Destes, mais de 234 mil toneladas se perderam no processo de reciclagem e acabaram nos aterros.

 

Por isso, hoje trazermos um Saber pra lá de sustentável, uma solução criativa para reutilizar os plásticos através da Bioconstrução.

 

Os tijolos sustentáveis fazem do plástico uma matéria prima, até mesmo aqueles laminados e outros tipos em que não se aplica a reciclagem. A ideia é transformar o seu plástico em móveis, como bancos ou até as paredes da sua casa!

 

Tijolo de plástico, simples

  • Utilize garrafas pet de qualquer tamanho ou bombonas plásticas (5 litros) com tampa como recipiente
  • Bambu ou cabo de vassoura para ajudar a compactar os plásticos dentro da garrafa
  • Vá colocando os plásticos limpos e secos dentro da garrafa e compactando com o bambu.
  • Quando estiver bem cheio e bem compactado, feche a garrafa e guarde em um local seco.

 

Na bioconstrução, eles serão a base que vai receber o barro e construir móveis ou paredes. Para isso, é preciso criar uma superfície com maior aderência, como sacos de batatas.

 

Agora sim, pronta para receber o barro e moldar!

 

O que antes era problema, hoje pode ser solução!


Marco Aurélio Silvestre é arquiteto e bioconstrutor

Suporte Saberes
Enviar