EnglishPortugueseSpanish

COP27: muita discussão e poucas resoluções práticas

emissoes
EnglishPortugueseSpanish

Justiça climática, dívidas ambientais históricas, fundo de compensação de danos e pouca disposição para realmente botar o dedo na ferida… Veja alguns dos destaques da Conferência do Clima da ONU, a COP 27, que aconteceu de 6 a 18 de novembro em Sharm El-Sheikh, no Egito e reuniu representantes de mais de 190 países.

Fundo de compensação de Danos Climáticos

Os países desenvolvidos são historicamente responsáveis por grandes danos ao meio ambiente. Na COP 27, foram intimados a direcionar recursos aos países mais pobres, que são os mais prejudicados com catástrofes decorrentes da crise climática, como secas e inundações. 

Nenhuma nova meta para conter emissões de gases do efeito estufa

Tanto se fala da necessidade urgente de frear as emissões de metano e outros gases que causam o superaquecimento do planeta, mas muito pouco se faz. A Conferência terminou sem concluir esse assunto e sem resoluções para iniciativas práticas. 

Resistência pra tocar na ferida dos combustíveis fósseis

Falando em emissões, também notou-se a esquiva das lideranças internacionais em dialogar sobre uma transição do uso de combustíveis fósseis, como carvão, petróleo e gases, para modelos de energia limpa.

Polarização entre países desenvolvidos e nações mais pobres

Enquanto as nações mais ricas batem na tecla da compensação, mas sem aparentar muito compromisso, as nações mais pobres pedem por justiça climática e soluções práticas para a crise ambiental.

Fundo Amazônia é retomado

O presidente eleito, Lula, participou de várias atividades na COP 27. Durante o evento, declarou que já está se preparando para reativar o Fundo Amazônia nos primeiros dias de mandato

Ativista de 11 anos constrange lideranças políticas

A ativista ambiental indiana Licypriya Kangujam foi convidada de honra em painéis da conferência e aproveitou o evento pra abordar líderes internacionais, especialmente dos países ricos. O vídeo em que aparece questionando o ministro de Energia e Mudanças Climáticas do Reino Unido, Zac Goldsmith, sobre quando soltarão os ativistas ambientais no momento presos no país, viralizou nas redes sociais. 

Esses foram alguns dos causos da Conferência do Clima de 2022, que aconteceu de 6 a 18 de novembro no Egito e reuniu representantes de mais de 190 países.

> Com informações dos portais O Eco, Clima Info, Observatório do Clima e G1.

Foto: Nick Humphries via Flickr

(( Conteúdo EcoLab. Desenvolvido em colab com CASABIO ))

Compartilhe com Amor:

contatos

WHATSAPP

(48) 991 100 690

Grupo News

Link para Grupo

E-MAIL

contato@saberesdapraia.com

Suporte Saberes
Enviar