Procurar saberes

Fatalidade com turista alerta para cuidados nos passeios e esportes aquáticos

Mulheres da Lagoa_dona Cece
EnglishPortugueseSpanish

No último final de semana de janeiro, um passeio de caiaque na lagoa terminou de forma fatal. O corpo de um turista foi encontrado na Lagoa de Cima, Praia de Ibiraquera, em Imbituba.

Segundo dados do portal Litoral Sul, o desaparecimento do turista foi registrado na tarde da sexta-feira 27/01, quando os Bombeiros iniciaram as buscas com mergulhadores. O homem de 38 anos havia saído para fazer um passeio de caiaque e segundo testemunhas, teve a embarcação virada pelo vento.

Praticantes de kitesurf que estavam próximos ao local não conseguiram socorrer o turista a tempo. O corpo foi encontrado somente na manhã do 28/01, com ajuda de pescadores e esportistas, a 200 metros do local onde o caiaque teria virado, e a 2,5 metros de profundidade. Não vestia colete salva-vidas. O homem era natural de Porto Alegre e estava hospedado em uma pousada com a família.

Tragédia alerta para cuidados de segurança nos esportes e na natureza

Maria Aparecida Ferreira, representante do Centro Comunitário de Ibiraquera e nativa da região, conhece bem a lagoa e afirma que é necessário ter atenção para se aventurar: “Nossa lagoa é bastante rasa quando está vazia, mas ela tem um canal profundo e extenso também, que em alguns pontos passa dos 20 metros de profundidade. Um canal de água e lama, muito perigoso”.

Lamentando o incidente, Cida coloca o quanto é importante ter equipamentos e medidas de segurança ao passear e praticar esportes na lagoa. “Se esse turista estivesse vestindo colete salva-vidas, teria sobrevivido”, reforça ela. “Quem encontrou o corpo foi um pescador, justamente por conhecer a lagoa, saber onde está o lamoso, saber onde é mais fundo”.

Para ela, o ocorrido nos diz para ter mais atenção. “É pra gente ficar ligado, e saber curtir as maravilhas sem correr esses riscos, e sempre respeitando a natureza”, aponta.

Dicas Saberes para curtir passeios e atividades na Lagoa com mais segurança

– Busque o acompanhamento de instrutores, eles vão poder te orientar com segurança e te transmitir conhecimento prático

– Use colete salva-vidas

– Se você não sabe nadar, tenha muita cautela e esteja sempre acompanhado(a) de instrutor(a), vista o colete e use outros equipamentos de proteção

– Se proteja do sol e leve água para se hidratar

– Não navegue sozinho por lugares que não conhece

– Tenha humildade diante das águas, dos ventos e das demais forças da Natureza.

Por Isadora Mun – Jornalista, cantora e aprendiz de remadora

Compartilhe com Amor:
Suporte Saberes
Enviar