Programa pioneiro do Monitoramento Mirim Costeiro completa 10 anos

10 anos do monitoramento mirim costeiro (10)

O ano de 2022 marca o início da primeira década de atividades do programa pioneiro de Educação Socioambiental do Instituto Monitoramento Mirim Costeiro de Garopaba (SC).

Uma Missão um tanto ousada aos olhos das pessoas que vivem longe do litoral: formar uma Rede de Guardiões Mirins do Oceano! Mas para o Instituto Monitoramento Mirim Costeiro – IMMC de Garopaba, Santa Catarina, é a sua Missão.

Trabalhar a educação socioambiental com crianças pode ser visto como um desafio diário, mas para o MMC é o que mais motiva os profissionais que fazem este trabalho acontecer há 10 anos na cidade. A equipe é formada por duas oceanógrafas, um geólogo, uma bióloga, uma jornalista e uma especialista em projetos. Juntos buscam conquistar novas parcerias e apoios, sejam locais, nacionais ou internacionais, para concretizar a Rede de Guardiões Mirins pelo mundo.

Estudantes das Escolas Municipais garopabenses em sua primeira atividade do Programa de Monitoramento, que é uma visita a sede para conhecer em detalhes o que irão aprender, além de explorar neste dia o Mini Museu do Mar A prova desta vontade de ampliar o trabalho que começou em 2012 com as escolas municipais garopabenses é que, hoje, o Instituto já têm replicadores de sua
metodologia, certificada como Tecnologia Social pela Fundação Banco do Brasil em 2017, o que lhe permitiu disseminar em outros lugares o mesmo programa socioeducativo.

E o IMMC começou a dar os primeiros nesta direção no ano de 2019 com a capacitação da primeira turma de educadores replicadores da Tecnologia Social IMMC no município de Ubatuba, São Paulo. A cidade catarinense de Florianópolis iniciou a replicação da metodologia em sua rede municipal de educação neste ano de 2022. Por meio de uma parceria com o programa Escola Azul, do Ministério do Mar de Portugal, o IMMC levou sua Tecnologia Social desde 2021 para as escolas portuguesas, expandindo assim as fronteiras da sua Rede de Guardiões Mirins do Oceano para a Europa.

10 anos de IMMC com selo comemorativo

Em 2022, no Dia Mundial da Educação (28/04), o IMMC lançou um selo alusivo da primeira década de atividades de seu programa pioneiro de Educação Socioambiental. Iniciado em 2012 no município de Garopaba-SC, este programa tem uma metodologia diferenciada onde as crianças do 4º e 5º ano de escolas públicas se tornam pesquisadoras e Monitoras Mirins Costeiras do litoral que vivem. Assim, conhecem de forma prática sobre as características desse ecossistema, bem como a importância de
preservar suas riquezas socioculturais e ambientais.

A presidente do IMMC, a oceanógrafa Caroline Schio, que está em Portugal gerenciando a disseminação do trabalho do IMMC e cursando Doutorado em Lisboa em Didática das Ciências, na área da Educação, explica: “neste ano em que completamos a primeira década do programa de monitoramento junto às escolas, criamos um selo para ressaltar a importância da educação na formação de cidadãos mais conscientes e pró-ativos, pois acreditamos que as crianças são os agentes de transformação na nossa sociedade. Lançar este selo no Dia Mundial da Educação foi muito significativo”, comentou.

A gestora está animada do Instituto voltar a atender todas as escolas neste ano, o que tinha sido interrompido pela Pandemia da Covid-19. Isso foi possível por meio de recursos oriundos do Fundo
para a Infância e Adolescência – FIA. O programa foi selecionado após detalhada avaliação da
comissão técnica do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente – CMDCA e passou
por aprovação da Câmara Municipal de Vereadores de Garopaba. Recentemente, um termo de
fomento assinado com a Prefeitura de Garopaba, possibilitou a retomada do programa Monitoramento Mirim Costeiro em 100% da rede municipal de educação, abrangendo as 12 Escolas Municipais.


Vários gestores públicos, que acompanham o trabalho do Instituto há bastante tempo, deixaram suas impressões sobre o IMMC. “Garopaba é plural na diversidade caiçara, tanto na fauna, quanto na flora. É a preservação dessas riquezas, que torna o instituto multidisciplinar e importante. Nossa zona costeira está protegida pelo olhar sensível e consciente das crianças, que têm a oportunidade de mergulhar na educação ambiental, através do que o instituto propõe à comunidade. É por isso que, cada vez mais, vemos nossos pequenos garopabenses se tornarem verdadeiros guardiões do oceano”, destaca
o prefeito de Garopaba, Junior Abreu.

Parceria com a Secretaria de Educação

Desde 2012, quando iniciou o Monitoramento ainda como um projeto nas escolas municipais, houve o apoio da Secretaria Municipal de Educação, que permitiu a atuação da equipe do IMMC nas escolas durante o turno escolar e disponibilizou os ônibus para transportar das crianças até as praias. O financiamento no primeiro ano do projeto veio por meio do patrocínio da Fundação Banco do Brasil e continuou posteriormente com o apoio da Comarca de Garopaba, através de recursos de um fundo de multas pecuniárias.

Neste ano de 2022, quando completa 10 anos de atuação na rede municipal de educação, o Instituto está contando, de forma inédita, com recursos públicos municipais oriundos de convênios com FIA/CMDCA e Prefeitura de Garopaba, para financiar o programa Monitoramento Mirim Costeiro nas escolas garopabenses.


Projeto Praia Limpa com a Secretaria de Turismo

Desde 2018, realizamos em parceria com a Secretaria de Turismo, Esporte e Desenvolvimento (SETUR) o nosso Projeto Verão Praia Limpa, que consiste em uma ação de conscientização em relação aos impactos da poluição marinha, para os veranistas que frequentam Garopaba (SC). Montamos nosso estande com parte do acervo do Mini Museu do Mar e Museu do ‘Lixo’ e o impacto que causamos é incrível. Toda a pessoa ou criança que nos visita sai dali com outro ‘olhar’ para as praias.

Atuando na Secretaria de Turismo, Esportes e Desenvolvimento desde 2017, Lisiele Araujo, Turismóloga, deu os parabéns ao IMMC pelos 10 anos do seu programa de monitoramento: “Que esse lindo projeto de educação socioambiental e preservação do meio ambiente continue com a garra de sempre. O IMMC desenvolve um trabalho fundamental para a cidade de Garopaba, e nós, só temos que agradecer a essa equipe por toda dedicação e empenho ao longo dessa jornada,” disse.

Já Aires dos Santos, Secretário e Turismo, Esportes e Desenvolvimento, gestor desta nova gestão na Prefeitura, comentou sobre o Instituto: “O trabalho desenvolvido pelo IMMC é de suma importância para a cidade de Garopaba, pois a educação ambiental e a conscientização da preservação para a nossa cidade é primordial para que a mesma permaneça com as suas belezas naturais preservadas. O trabalho que vem sendo realizado com as crianças traz a formação de adultos responsáveis com o meio ambiente onde vivem. Parabéns ao IMMC pelos seus 10 anos de luta e que possamos continuar juntos por muitos anos”, declarou o secretário.

Sobre o Instituto Monitoramento Mirim Costeiro – IMMC

O IMMC possui uma sede institucional no centro histórico de Garopaba (SC), que foi estruturada como um Centro de Referência em Educação Socioambiental na região.

Possui o Mini Museu do Mar, uma Oceanoteca com livros, vídeos e jogos educativos sobre o Oceano. Oferece para as crianças Oficinas de Arte-Educação, Expedições Científicas, além de oportunizar para a comunidade e turistas que frequentam a sede.

Organiza anualmente eventos como o Dia Mundial de Limpeza de Rios e Praias – DMLRP e a Celebração de Boas-Vindas às Baleias Franca, além de desenvolver oficinas educativas nas praias durante a temporada de verão com o Projeto Praia Limpa.

Também participa como convidado em eventos socioculturais, ambientais e esportivos na região.
A MISSÃO do IMMC é replicar sua Tecnologia Social no maior número de cidades litorâneas possíveis, fomentando o conhecimento sobre o Oceano para o público infantil e conectando as crianças por meio de uma REDE DE GUARDIÕES MIRINS DO OCEANO.

Para atingir este objetivo, o IMMC está desenvolvendo estratégias educativas para disseminar a cultura oceânica, oferecendo cursos on-line sobre o Oceano para crianças e para educadores que tenham interesse em se tornar replicadores da Tecnologia Social do Monitoramento Mirim Costeiro em sua unidade escolar e/ou comunidade.

Desde 2020, somos o HUB SOA Garopaba da Sustainable Ocean Alliance – SOA, representando um dos coletivos de Jovens Líderes Mundiais do Oceano, fazendo ações locais para promover a tão sonhada sustentabilidade do oceano. O IMMC é um Comitê Voluntário da Conferência dos Oceanos das Nações Unidas – ONU, dentro dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável nº 14, que trata sobre a saúde do Oceano, e da ODS 4 que trata de uma educação de qualidade.

A instituição começou a dar os primeiros passos em busca da realização de sua missão no ano de 2019 com a capacitação da primeira turma de educadores replicadores da nossa Tecnologia Social no município de Ubatuba, São Paulo. O município catarinense de Florianópolis começou a replicar nossa metodologia em sua rede municipal de educação este ano de 2022. Por meio de uma parceria com o programa Escola Azul do Ministério do Mar de Portugal, o IMMC está levando sua Tecnologia Social para as escolas portuguesas, expandindo assim as fronteiras da sua Rede de Guardiões Mirins do Oceano
para a Europa.

Premiações do IMMC Garopaba

Premiações e certificações em diversas esferas: municipal, nacional e internacional.  Em dezembro de 2014 foi condecorado com o Prêmio Mérito Educacional, concedido pela Câmara Municipal de Vereadores e pelo Conselho Municipal de Educação, como forma de reconhecimento da qualidade do trabalho realizado na rede municipal de ensino de Garopaba.

  • Em janeiro de 2016, foi reconhecido como instituição de referência para a inovação e a criatividade na Educação Básica do Brasil, através da chamada pública do MEC (Ministério da Educação) de Inovação e Criatividade na Educação Básica. Garopaba é o único município do litoral catarinense que está no mapa do MEC, através das ações do Monitoramento Mirim Costeiro.
  • Em julho de 2016 foi reconhecido entre os 500 melhores projetos socioambientais da América Latina, pelo Prêmio América Latina Verde. Na categoria “Oceanos”, o projeto ficou em 8º lugar. Foram mais de 1.407 casos inscritos de 25 países e 513 cidades. 
  • Em abril de 2017 ficou entre os 16 finalistas do Prêmio Lush Spring Prize na categorias Young Projects Award.
  • Em junho de 2017 foi certificado como Tecnologia Social pela Fundação Banco do Brasil, que tem o objetivo de levantar projetos sustentáveis que possam ser reaplicados em diversas comunidades.
  • Em agosto de 2017 foi vencedor da 15ª edição do Prêmio IGK 2017 – A Grande Jogada Social – do Instituto Guga Kuerten na categoria Atividades Educativas.
  • Em agosto de 2017 foi ganhador do Prêmio América Latina Verde na categoria Oceanos, competindo entre 2.409 projetos inscritos de 36 países da América Latina.
  • Em setembro de 2018 foi semi-finalista do Prêmio Itaú-Unicef.
  • Em outubro de 2018 fomos finalistas do Prêmio Santa Catarina pela Educação da FIESC.
  • Em novembro de 2019 recebeu o Prêmio Nana Minini Medina na categoria Educação Não Formal.
  • Em abril de 2022 recebeu o título de Utilidade Pública Municipal pela Câmara de Vereadores de Garopaba
  • Em abril de 2022 recebeu o Prêmio de Responsabilidade Socioambiental do Jornal Correio da Praia, de Garopaba (SC).
  • O IMMC também é um Comitê Voluntário da Conferência dos Oceanos das Nações Unidas, dentro dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável nº 14, que trata sobre a saúde dos Oceanos e da ODS 4 que trata de uma educação de qualidade.

Saiba mais no site www.monitoramentomirimcosteiro.com.br

contatos

WHATSAPP

(48) 991 100 690

Grupo News

Link para Grupo

E-MAIL

contato@saberesdapraia.com

Suporte Saberes
Enviar