EnglishPortugueseSpanish

5 razões para não comer carne

vaca-comer-carne-saberes
EnglishPortugueseSpanish

Muito tem se falado sobre o consumo de carne e todo o impacto que ele causa no nosso organismo e no ambiente em que vivemos.

Enquanto seres humanos, estamos evoluindo constantemente, e essa evolução nos permitiu chegar num momento em que podemos refletir, pesquisar, descobrir e ter cada vez mais consciência sobre as consequências que os nossos atos trazem para o nosso corpo e para o meio em que vivemos.

Estamos abrindo um campo de pesquisas que nos mostra que, por muito tempo, temos trilhado um caminho na alimentação que não é sustentável para nós e nem para o planeta. Com isso, a reflexão a respeito do consumo de carne e produtos de origem animal vem aumentado. 

Uma indústria cruel

A indústria da carne é cruel e lucra desmedidamente com o sofrimento e exploração de animais.

Há muito tempo não tínhamos consciência de nada disso e isso nos fazia agir por impulsos ligados à sobrevivência. Não havia uma reflexão mais aprofundada sobre o porquê estávamos tomando essa ou aquela atitude, não só com relação a nossa alimentação, mas em todos os sentidos. Com o tempo criamos hábitos, como esse de comer carne, que ainda estão conectados a esses costumes sem raciocínio, reflexão ou estudo, mas baseados em instinto de sobrevivência.

Inúmeras pesquisas vêm nos trazer dados que nos possibilitam um novo olhar e compreensão sobre a forma que estamos conduzindo a nossa alimentação e, a partir disso podemos nos ter atitudes mais condizentes com esse entendimento.

Dentre as muitas razões pelas quais a carne não é mais necessária na nossa alimentação, no formato como estamos consumindo,  separamos 5 razões para a redução do consumo de carne na sua dieta.

1 – Aumenta o risco de doenças cardiovasculares

“A ingestão de duas porções de carne vermelha ou processada por semana está associada a um risco 3 a 7% maior de doenças cardiovasculares, além de um risco 4% maior para quem ingerir duas porções por semana de aves, segundo um estudo realizado por pesquisadores das universidades americanas Northwestern e Cornell. Publicado no periódico científico JAMA Internal Medicine, o artigo ainda alerta que o consumo de carne vermelha está intimamente ligado a uma maior incidência de mortes por qualquer causa, como o câncer.”

2 – Desmatamento de florestas para virar pasto

“A pecuária é responsável por mais de 60% do desmatamento da Floresta Amazônica, segundo o Imazon. Sim, tudo isso! Além do espaço que o gado ocupa, é necessário ter pasto para a alimentação dos animais. Para piorar a situação, a digestão de bois e vacas emite gás metano, contribuindo com o Efeito Estufa.” 

3 – Aumenta a produção de gases efeito estufa

“Cada vez que uma árvore é derrubada para dar lugar a pasto, começa um ciclo que ninguém vê, mas todos sentem. O desmatamento libera gás carbônico e acaba com as chances da natureza ajudar a reverter a ação humana, já que as árvores têm o poder de retirar carbono da atmosfera e, assim, diminuir o efeito estufa. Quando a área devastada é ocupada por gado, a sequência nociva ao meio ambiente se completa. O processo digestivo dos ruminantes, como bovinos, búfalos, cabras e ovelhas, e o manejo de seus dejetos produzem metano, outro gás causador do efeito estufa. Uma tonelada de metano equivale a 21 toneladas de CO2.”

4 – Sofrimento animal e toxinas

A forma que é feita a produção e abate dos animais é de muita crueldade. Os animais são mantidos em condições precárias, na maioria das vezes sem ter espaço nem para se mexer. São brutalmente mortos, e vivem experiências de intensa violência antes disso. O processo não leva em conta o sofrimento dos animais e todo o sofrimento que o animal vive é transformado em toxinas, que se mantêm presentes na carne que será ingerida. A sociedade ainda se alimenta de sofrimento animal, literalmente.

5 – Impacto na água do planeta

“Cada quilo de carne precisa de pelo menos 15 mil litros de água para a produção. Tudo isso mesmo. Ou seja: um único dia que você passa sem comer o alimento já faz, sim, uma diferença enorme para a economia desse bem.” As razões poderiam continuar sendo listadas, pois são inúmeras.

Com todo o conhecimento que já possuímos, e com a infinitude de alimentos que a Terra é capaz de produzir, definitivamente não precisamos mais consumir carne animal. Ou, o mínimo que podemos fazer é diminuir drasticamente o seu consumo.

Observando a evolução dos humanos e onde nos encontramos hoje, com uma maior percepção de nós mesmos e de tudo que nos cerca, chegou a hora de começarmos a trilhar um caminho com menos violência e com muito mais consciência.

Por Pricila Melo

Compartilhe com Amor:

contatos

WHATSAPP

(48) 991 100 690

Grupo News

Link para Grupo

E-MAIL

contato@saberesdapraia.com

Suporte Saberes
Enviar